terça-feira, 25 de março de 2008

Ariadne

Se todas tivessem a mesma sorte que você...

Na mitologia grega, Ariadne, a filha do Rei Minos, depois de ter ajudado Teseu a escapar do labirinto, foi por ele levada à ilha de Naxos, e ali abandonada pelo ingrato, enquanto dormia.
Teseu retornou para casa sem ela.
Ariadne, despertando e vendo-se sozinha, entregou-se ao sofrimento.
Vênus, porém, comoveu-se por ela e consolou-a, prometendo que teria um amante imortal, no lugar do mortal que perdera.
A ilha onde Ariadne foi deixada era a ilha preferida de Baco, a mesma para onde ele queria que fossem levados os marinheiros tirrenos, quando fora traído por eles.
Enquanto Ariadne lamentava sua sorte, Baco encontrou-a, consolou-a e fez dela sua esposa.
Como presente de casamento, deu-lhe uma coroa de ouro, cravejada de pedras preciosas, a qual foi atirada ao céu quando Ariadne morreu. À medida que a coroa voava pelo espaço, as pedras preciosas brilharam ainda mais e se transformaram em estrelas. E, preservando a sua forma de coroa, permaneceu fixada no céu como uma constelação, entre Hércules ajoelhado e o homem que segura a sua serpente.

Ah, Ariadne, se todas as mulheres fossem iguais a você...

Mas isso já é outra história. Uma conversa de comadres...
Ocorreu um erro neste gadget